Mercado& – Os 7 passos para desenvolver uma mentalidade empreendedora anti-crise

Wanessa Fonseca

A pandemia provocada pelo novo corona­vírus tem deixado sequelas na saúde e tam­bém na economia mundial. Com o aumento acelerado do desemprego, e tentando nadar contra a maré, muitas pessoas apostaram no empreendedorismo para garantir sua sobre­vivência. O tão sonhado desejo dos brasilei­ros em se tornar dono do próprio negócio, e ter autonomia e independência, ganhou ain­da mais força no cenário atual.

Segundo pesquisas do Instituto Brasileira de Geografia e Estatística (IBGE), 60% das empresas fecham nos cinco primeiros anos de funcionamento e não é difícil entender o moti­vo dessa triste realidade. Muitas pessoas acre­ditam que ter experiência no segmento que deseja atuar já é suficiente para obter o suces­so, mas as estatísticas comprovam o contrário.

O desafio de empreender esbarra em dois tipos de competências: técnicas e compor­tamentais. As técnicas estão diretamente re­lacionadas com a área de atuação, gestão e mercado. A boa notícia é que essas são mais fáceis de aprender quando você adquire co­nhecimento e capacitação. As habilidades comportamentais exigem um processo inten­so de autoconhecimento e resiliência para o seu desenvolvimento. E é exatamente nesse ponto que você precisa intensificar seu foco.

O desenvolvimento dessa mentalidade empreendedora de sucesso pode ser alcança­do a partir do momento que você foca, única e exclusivamente, no que precisa fazer para seu negócio prosperar. O real motivo para abrir um negócio não deveria ser o lucro e, sim, um de­sejo genuíno de mudar a vida do outro quando ele adquire seus produtos e serviços. O lucro é apenas uma consequência do excelente traba­lho que você desenvolve e o quanto você aju­da as pessoas a resolverem seus problemas.

Mas como tirar o cifrão do olho e colocar no bolso? Aqui vão algumas dicas valiosas de quem chegou lá e pode encurtar o seu caminho.

  • Propósito. Muito tem se falado em pro­pósito nos últimos anos, mas pouco tem se praticado. Encontre o seu desejo de mudança. Geralmente o que mais te incomoda pode se tornar uma missão de vida através do seu trabalho. Pense em como, e pelo quê, você gostaria de ser lembrado. Se você ainda está nesse plano é porque tem algo extraordinário para fazer. Então faça seus dias valerem a pena! Uma missão de vida realizada traz felici­dade, satisfação e autoconhecimento;
  • Relacionamento. O empreendedor precisa entender que o trabalho é construído junto com seus pares e ter pessoas certas ao seu lado, que agregam na sua jornada, é um dos focos mais importantes do negócio. Aprenda a entender as pessoas e como elas se engajam. Faça elas se sentirem perten­centes e importantes. Contribua com elas e elas contribuirão com você.
  • Direcionar objetivos e metas. Esse tópico também já virou clichê. Só estabele­cer metas claras não é o suficiente. Quando você pensa no seu objetivo te dá borboletas no estômago? Se a resposta for não, ele não é desafiador o suficiente. Se apaixone! Já reparou que quando está apaixonada se torna resiliente e se mantém firme quando as coisas começarem a dar errado? Atingir os seus ob­jetivos não é uma linha reta, é cheia de altos e baixos. Continuar olhando para a sua meta vai te manter em direção a ela.
  • Autoconhecimento. Entender como você pensa e toma decisões te permite encontrar formas eficientes para lidar com diferentes situações do negócio, desde como fazer networking até como controlar seu emocional para ajudar no processo criativo. O autoconhecimento também pode ser ancorado com apoio profissional de um coaching ou um mentor;

A sua alta performance nos negócios está diretamente relacionada com sua auto performance. E auto quer dizer eu. Você só alcançará melhores resultados na vida pro­fissional quando desenvolver novas habili­dades e competências no âmbito pessoal. Invista mais tempo cuidando do seu CPF do que do seu CNPJ, afinal é isso que vai fazer a diferença nos seus resultados.


Wanessa Fonseca é mãe, escritora, professora e consultora de desenvolvimento humano e de negócios. Fundadora da UP Results, que ajuda empresários a construirem resultados acima da média. CEO da Innermetrix focada em Gestão Inteligente de Pessoas, levando indivíduos, times e empresas a alcançarem o dobro da performance com a metade do esforço.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here