Fui capa da Metrópole

Antônio Fagundes

Nascido no Rio de Janeiro em 18 de abril de 1949, Antonio da Silva Fagundes Filho mudou-se para São Paulo aos oito anos. Carismático e talentoso, começou a atuar no grupo de teatro do Colégio Rio Branco, onde estudou. Seu primeiro papel foi em 1963, aos 14 anos, na peça “A Ceia dos Cardeais”. Em 1966, o carioca atuou na peça “Atlantic’s Queen”, que lhe rendeu seu primeiro prêmio de ator no IV Festival de Teatro Amador. No mesmo ano, entrou para o Teatro de Arena de São Paulo e, em 1968, passou a integrar o elenco permanente do grupo. Fagundes começou na televisão atuando nos teleteatros da TV Cultura. Aos 19 anos teve seu primeiro papel em uma novela, “Antônio Maria” (1968), da extinta TV Tupi, onde atuou em outras novelas. Com a novela “Saramandaia” (1976), Fagundes começa a trabalhar na TV Globo. No ano seguinte, ganha o prêmio de melhor ator da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), por seu personagem Bruno na novela “Nina” (1977). Em 1978, participa de “Dancin’ Days” (1978). Junto com Stênio Garcia, Fagundes protagonizou a série “Carga Pesada” em 1979. O seriado voltou a ser gravado em 2003, com os dois atores nos mesmos papéis, sendo alguns dos capítulos escritos pelo próprio Fagundes. Ainda nos anos 80, consolidou-se como produtor teatral de sucesso, com a criação da Companhia Estável de Repertório, que termina em 1988. Na década de 90, o ator vive seu primeiro personagem cômico em uma novela: o professor gago Caio Szemanski, em “Rainha da Sucata”. No ano seguinte, ganha o Troféu Imprensa ao interpretar o vilão amoral Felipe Barreto na novela “O Dono do Mundo” (1991). Em 1993, o personagem José Inocêncio, em “Renascer”, lhe rende mais um prêmio de melhor ator da APCA. Em 1999, Fagundes alçou um voo no meio musical, gravando um disco em homenagem ao compositor João Pacífico, que morreu no final de 1998. Após alguns anos longe das novelas, Antônio Fagundes voltou interpretando “Juvenal” em “Duas Caras” (2007). Em seguida vieram: “Negócios da China” (2008), “Insensato Coração” (2011), “Gabriela” (2012), “Amor a Vida” (2013), “Meu Pedacinho de Chão” (2014) e “Velho Chico” (2016). Nos anos 2000, o ator se destacou também por seus papéis em filmes como “Bossa Nova” (2000) e “Deus é Brasileiro” (2003). Já no teatro, “Restos” (2009), teve grande repercussão. Em 2018, ator levou a família para os palcos: na peça “Baixa Terapia”, com um público de quase 100 mil espectadores, estrelam sua ex, Mara Carvalho, seu filho Bruno Fagundes, e a atual namorada, Alexandra Martins.
Antônio Fagundes, ator. Capa da revista Metrópole Magazine nº 02, Abril de 2015

Felicio Ramuth

Nasceu em São Paulo no dia 11 de novembro de 1968. É casado com Vanessa Ramuth com quem tem uma filha. É empresário e veio para a cidade de São José dos Campos ainda jovem para auxiliar a família nos negócios. Formado em Administração com MBA em Gestão Pública pela Fundação Getúlio Vargas. Iniciou sua vida política no início dos anos 90 quando filiou-se ao Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB). Nessa época já mantinha um bom relacionamento com Emanuel Fernandes e Eduardo Cury, que também foram prefeitos de São José dos Campos. Antes de se candidatar a prefeitura, foi presidente do Diretório Municipal do PSDB de São José, tesoureiro do partido além de atuar como secretário de Transportes, assessor de Planejamento de Comunicação e presidente Urbanizadora Municipal S.A (Urbam) durante o mandato de Cury. Foi lançado como candidato a prefeito de São José dos Campos em 2016 pelo PSDB. Foi eleito em primeiro turno no dia 2 de outubro de 2016 com 219.511 mil votos, o equivalente a 62,2% dos votos válidos. Sua gestão está sendo marcada pelo lançamento de grandes obras no município tais como o Arco da Inovação (R$ 48,5 milhões) na região oeste, Via Cambuí (R$ 90,3 milhões), Nova Ciclovia(R$ 3,2 milhões) que ligará regiões oeste, centro e sul e a Arena Poliesportiva (R$ 41,8 milhões) que estava com as obras paradas há cerca de cinco anos.
Felicio Ramuth, prefeito de São José dos Campos – Capa da Metrópole Magazine nas edições nº 13, março de 2016 e nº 20, outubro de 2016

Cid Moreira

Alcides Alves Moreira nasceu em Taubaté, São Paulo, no dia 29 de setembro de 1927. Começou a carreira como contador de histórias na rádio Difusora. Narrou no Canal 100, noticiário e jornalismo esportivo apresentados nos cinemas. Famoso pela voz grave e inconfundível sua vida profissional ganhou notoriedade no “Jornal Nacional” veiculado na Rede Globo a partir de 1969. O jornalista esteve desde o programa de estreia, ao lado de Hilton Gomes, e ficou à frente da atração por 27 anos, o que fez com que ganhasse uma citação no Guinness Book, como apresentador de telejornal que ficou mais tempo à frente da bancada. Após sair do “Jornal Nacional”, Cid Moreira se tornou parte do time do dominical “Fantástico”. Em 1999, ele passou a apresentar o quadro onde o ilusionista Mister M desvendava truques de mágicos famosos. Esse não foi o único trabalho do jornalista para o programa – ele narrou muitas reportagens, além de várias participações especiais mais recentes. Cid Moreira narrou trechos da Bíblia, em áudio, empreendimento no qual obteve sucesso junto ao público católico, com mais de 30 milhões de CDs vendidos, como “A Bíblia Sagrada – O Novo Testamento” (2002), “Coleção Novo Testamento” (2004), “A Bíblia Sagrada em texto integral” (2004 a 2009). Tal o sucesso da voz e entonação de Cid Moreira que teve muita repercussão a vinheta da Copa do Mundo de 2010, onde ele entoava o “Jabulaani” por conta dos erros dos jogadores provocados pela bola oficial daquele evento. A gravação da voz foi sucesso imediato no Youtube e na televisão, aproximando o decano do telejornalismo dos novos públicos. Entre seus vários livros lançou a biografia “Boa Noite”, cujo título é uma referência à frase diária dita nos tempos que apresentava o telejornal diário. Em 2017, Cid lançou seu canal no YouTube, denominado “Canal da Bíblia”, onde ele publica periodicamente suas narrações das escrituras. O canal já conta com mais de 30 mil inscritos e 1.500.000 de visualizações. No Instagram, o jornalista mantém contato permanente com os fãs e já possui mais de 240 mil seguidores.
Cid Moreira, jornalista, locutor e apresentador. Capa da revista Metrópole Magazine nº 32, Outubro de 2017

Márcio Tenório

Márcio Tenório, 48 anos, é o atual prefeito de Ilhabela. Filho de pescador, nasceu na comunidade tradicional da Praia da Fome, na mesma cidade. O prefeito viveu até seus 13 anos de idade no local, quando mudou para a região sul da ilha para estudar e trabalhar. Márcio é funcionário público de Ilhabela há 29 anos, atuando como vigia, atendente, escriturário, assistente administrativo, chefe de seção e diretor de saúde. Na área de saúde, trabalhou por 20 anos. Tenório trabalhou também na cidade de São Sebastião como Assessor de Governo e Interventor no Hospital de Clínicas, quando ganhou o título de cidadão Sebastianense. Em 2016 se candidatou a prefeito de Ilhabela pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) e foi eleito com 45% dos votos, na cidade com 24 mil eleitores.
Márcio Tenório, prefeito de Ilhabela. Capa da Metrópole Magazine nº 35, Dezembro de 2017

Geovanna Tominaga

Geovanna de Oliveira Tominaga é um dos grandes sucessos da televisão. Nascida em São José dos Campos em 12 de abril de 1980, conquistou, ao longo de sua carreira, o povo brasileiro. A joseense de origem japonesa é apresentadora, atriz, empresária e jornalista. Geovanna começou sua carreira na televisão quando tinha 12 anos e foi assistente de palco, uma das famosas ‘angelicats’ no programa da apresentadora Angélica. Passou por grandes emissoras e em programas com audiência como “TV Globinho”, “Vanguarda Mix” e “Mais Você”. Como empresária, abriu sua própria agência de cerimônias de casamento em 2016, chamada ‘Celebrando Amor’. A estrela joseense casou no ano passado e em 2019 espera seu primeiro filho que se chamará Gabriel.
Geovanna Tominaga, apresentadora e empresária. Capa da Metrópole Magazine – nº23, janeiro de 2017

Felipe Augusto

Nasceu em Vitória (ES) e, em 1987, quando completou 11 anos, foi morar em São Sebastião, no Litoral Norte de São Paulo. Em 1995 mudou-se para São Paulo para fazer faculdade. Na capital paulista, trabalhou com um deputado estadual na Assembleia Legislativa, como office-boy de gabinete. Com este trabalho, Felipe tomou gosto pela política e, em 1997, filiou-se ao PSDB, onde participou do Movimento de Juventude Partidária. Desde 2000, Felipe Augusto tem exercido cargos políticos, quando se candidatou a vereador de São Sebastião e posteriormente retornou, no mesmo ano, para São Paulo, onde trabalhou como assessor especial na Assembleia Legislativa. Dois anos depois, integrou a campanha de Geraldo Alckmin para o governo de São Paulo, coordenando o Litoral Norte e Vale do Paraíba. Com o Alckmin na liderança, Felipe fez parte da equipe de Governo assessorando o presidente da Fundação Memorial da América Latina. Em 2004, Felipe Augusto deixa o cargo para coordenar a campanha de José Serra para a prefeitura de São Paulo e torna-se seu assessor de gabinete. Com José Serra eleito governador em 2006, Felipe Augusto assumiu a chefia de gabinete da Secretaria Estadual de Relações Institucionais. Em 2008, deixou a secretaria para voltar a São Sebastião e coordenar a campanha de Antônio Carlos para prefeito de Caraguatatuba, também no Litoral Norte. A campanha foi vitoriosa e Felipe assumiu a Secretaria de Planejamento, Economia e Gestão. Em 2012, Felipe Augusto disputou a prefeitura de São Sebastião. Em 2015 tomou posse na Secretaria de Governo de Caraguatatuba e em 2016 se candidatou novamente a prefeito de São Sebastião, quando foi eleito com 83,2% dos votos válidos.
Felipe Augusto (PSDB), prefeito de São Sebastião. Capa da Metrópole Magazine na edição nº 25, março de 2017

Drauzio Varella

Antônio Drauzio Varella é médico cancerologista formado pela USP. Nasceu em São Paulo, em 1943. Foi um dos fundadores do Curso Objetivo, onde lecionou química durante muitos anos. No início dos anos 1970, trabalhou com o professor Vicente Amato Neto, na área de moléstias infecciosas do Hospital do Servidor Público de São Paulo. Durante 20 anos, dirigiu o serviço de Imunologia do Hospital do Câncer (SP) e, de 1990 a 1992, o serviço de Câncer no Hospital do Ipiranga, na época pertencente ao INAMPS. Foi um dos pioneiros no tratamento da aids, especialmente do sarcoma de Kaposi, no Brasil. Em 1986, sob a orientação do jornalista Fernando Vieira de Melo, iniciou campanhas que visavam ao esclarecimento da população sobre a prevenção à AIDS, primeiro pela rádio Jovem Pan AM e depois pela 89 FM de São Paulo. Na televisão, seu trabalhos mais conhecidos são na Rede Globo, onde apresenta diversos quadros na área de saúde no programa “Fantástico”, falando sobre o corpo humano, o tabagismo, primeiros socorros, gravidez, obesidade e transplante de órgãos. Na internet, Drauzio faz grande sucesso com seu canal no YouTube, abordando temas atuais tanto na área da saúde como no aspecto social. Já conta com mais de um milhão e trezentos mil inscritos e quase setenta milhões de visualizações. Em 1989, iniciou um trabalho de pesquisa sobre a prevalência do vírus HIV na população carcerária da Casa de Detenção do Carandiru. Desse ano, até a desativação do presídio, em setembro de 2002, trabalhou como médico voluntário. Atualmente, faz o mesmo trabalho na Penitenciária Feminina de São Paulo. Na Amazônia, região do baixo rio Negro, Drauzio Varella dirige um projeto de bioprospecção de plantas brasileiras com o intuito de obter extratos para testá-los experimentalmente em células tumorais malignas e bactérias resistentes aos antibióticos. Esse projeto, apoiado pela FAPESP, é realizado nos laboratórios da UNIP (Universidade Paulista) em colaboração com o Hospital Sírio-Libanês.
Drauzio Varella, médico. Capa da Metrópole Magazine nº 39, Agosto de 2018 Drauzio Varella FUI CAPA DA METRÓPOLE | Metrópole M 40 agazine – Edição 50

Izaías Santana

Izaías José de Santana, 53 anos, pernambucano natural de Joaquim Nabuco, é o atual prefeito de Jacareí, pelo PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira). Izaías se candidatou à Prefeitura de Jacareí em 2012, mas não se elegeu. Em 2016 foi eleito com 47 mil votos, que representa 43% do eleitorado da cidade. O prefeito assumiu o cargo após 16 anos de gestão do Partido dos Trabalhadores (PT). O prefeito de Jacareí é graduado em Direito pela Universidade do Vale do Paraíba (Univap), mestre em Direito pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica), e doutor em Direito do Estado pela USP (Universidade de São Paulo).
Izaías Santana, prefeito de Jacareí. Capa da Metrópole Magazine nº 12, Fevereiro de 2016

Ortiz Jr.

Bernando Ortiz Jr, 45 anos, prefeito de Taubaté desde 2013, é filho de Bernardo Ortiz, que governou Taubaté por 14 anos. Natural de Taubaté,
aos 16 anos, ajudou na campanha política de seu pai, que na época se candidatou para deputado estadual, e no ano seguinte, filiou-se ao PSDB. Ortiz Jr é formado em Ciências Jurídicas e Sociais e Licenciatura Plena em História e Geografia, pela Universidade de Taubaté (Unitau) e fez quatro cursos de pós-graduação, sendo eles: Direito Público (IEJDJ/FDJ), Gestão Ambiental (USP), Direito Administrativo (FGV) e Gerente de Cidades (FAAP). Bernardo Ortiz Jr trabalhou como advogado e professor em Taubaté e São Paulo. Foi convidado a ser assessor de gabinete da Prefeitura de Taubaté, de 2001 a 2006, atuando em quase todas as áreas do serviço público municipal. Em 2008, aos 33 anos de idade, Ortiz Jr se candidatou pela primeira vez à Prefeitura de Taubaté, e apesar de não ser eleito, teve 47 mil votos. Em 2012, candidatou-se novamente e foi eleito no segundo turno com 99.365 votos, equivalente à 63% do eleitorado. Foi reeleito em 2016 no primeiro turno, com cerca de 75 mil votos.
Ortiz Jr, prefeito de Taubaté. Capa da Metrópole Magazine nº 20 e 26, Abril de 2017

Augusto Cury

Nasceu em 2 de outubro de 1958, em Colina, São Paulo. Psiquiatra, pesquisador e escritor. Formou-se em Medicina pela Faculdade de São José do Rio Preto. Dedicou-se durante 17 anos à pesquisa sobre as dinâmicas da emoção. É o criador da Teoria da inteligência multifocal, que visa explicar o funcionamento da mente humana e as formas de como devemos fazer para exercer maior domínio sobre a nossa vida por meio da inteligência e pensamento. Seus livros são publicados em mais de 70 países e já vendeu mais de 30 milhões somente no Brasil. O bestseller “O Vendedor de Sonhos” foi transformado em filme, dirigido por Jayme Monjardim, em 2016, que levou mais de 700 mil pessoas aos cinemas. Também foi adaptado para o teatro, o espetáculo continua em cartaz em São Paulo. Membro de honra do Instituto da Inteligência, de Portugal, diretor da Academia de Inteligência – que oferece treinamento aos psicólogos e educadores. É Doutor Honoris Causa da UNIFIL- Centro Universitário Filadélfia, em Londrina, no Paraná. Entre seus livros estão: “Revolucione Sua Qualidade de Vida“ (2002), “Dez Leis para Ser Feliz” (2003), “Nunca Desista de Seus Sonhos” (2004), Coleção “Análise da Inteligência de Cristo” (2006), “Os Segredos do Pai-Nosso” (2007) e “De Gênio e Louco Todo Mundo Tem um Pouco” (2009). Augusto Cury foi considerado pelo jornal “Folha de São Paulo” o autor brasileiro mais lido da década de 2000. É o criador do Primeiro Programa Social e Gratuito – Você é Insubstituível – Uma Vacina Emocional contra o Suicídio.
Augusto Cury, médico e escritor. Capa da Metrópole Magazine nº 44, Outubro de 2018

Padre Fábio de Melo

Nasceu em Formiga, nas Minas Gerais, em família de origem humilde sendo o caçula dos 8 filhos de Dorinato Bias Silva, pedreiro e, Ana maria de Melo Silva, dona de casa. Cursou o primeiro grau na Escola Estadual Abílio Machado, em Formiga/MG; o segundo grau, no Colégio Nossa Senhora de Lourdes, em Lavras/MG e o terceiro grau, em Filosofia, na Fundação Educacional de Brusque/SC. Formou-se em Teologia na Faculdade Dehoniana, em Taubaté/SP, pós-graduou-se em Educação, no Rio de Janeiro e fez seu mestrado em Belo Horizonte/MG, junto aos Jesuítas, no Instituto Santo Inácio – ISI. Em seguida, retornou à cidade de Taubaté/SP, para lecionar na área de Teologia Fundamental e Sistemática, na mesma faculdade onde se formou. Hoje está à disposição na Diocese de Taubaté. Seu dom foi descoberto já na infância. Fábio de Melo o conduziu à causa humanística e colocou seu talento de cantor, compositor e poeta a serviço do Reino de Deus. Ordenou-se sacerdote, em 15 de dezembro de 2001, em sua cidade natal, após 16 anos de formação e estudos nos seminários Dehonianos. Na Igreja Matriz de São Vicente Ferrér, foi ordenado sacerdote pela imposição das mãos e oração consecratória do arcebispo metropolitano de Belém/PA, Dom Alberto Taveira Corrêia. Em sua vida sacerdotal e espiritual, tem como referência, além do Padre Zezinho e do Padre Joãozinho, o saudoso Padre Léo. “Viver é deixar e receber marcas, já que todas as experiências da vida, sejam alegres ou tristes, sempre deixam marcas em nós.” (Padre Fábio de Melo) Padre Fábio de Melo traz consigo, musicalidade nata. Sua sensibilidade artística, com visão social e humana, vai da competência de um grande intérprete, capaz de emocionar, unindo técnica e dom, à consciência de composições próprias que transmitem mensagens significativas. São expressões literárias e poéticas que revelam amplo conhecimento não somente literário, mas, filosófico. Sua linguagem sensível é cuidadosa, objetiva e universal Sua história musical já soma 20 discos e 5 DVDs/ Blu-ray. Na literatura, possui 13 livros publicados. São mais de 2 milhões de discos e mais de 3 milhões e meio de livros vendidos.
Fábio de Melo, padre e cantor. Capa da revista Metrópole Magazine nº 02, Abril de 2015

Carlinhos Almeida

É natural de Santa Rita de Jacutinga (MG) e mudou-se para São José dos Campos com 1 ano de idade. Sua família chegou à cidade na década de 60, em busca de melhores condições. No início, ficaram na casa de uma de sua tias, em Santana, zona norte do município. Após um período seu pai, funileiro de automóveis, conseguiu emprego e sua família morou em vários bairros da cidade. No bairro Monte Castelo, região central, Carlinhos passou a maior parte de sua infância até o início da década de 80. No então Grupo Escolar Marechal Rondon aprendeu a ler e a escrever e, posteriormente, na Escola Felício Savastano, quando no ensino médio, em 1977, Carlinhos foi estudar e viver no Seminário Diocesano Santo Antonio, em Taubaté. O sonho de ser padre perdurou por cinco anos, período em que aprendeu muito e conviveu com pessoas importantes para a sua formação. Foi nessa época também que Carlinhos teve interesse por assuntos sociais. Em 1982, Carlinhos deixou o seminário e ingressou no ensino superior, ano em que se afiliou ao PT. A primeira graduação foi letras, na Univap, em São José dos Campos, quando atuou no movimento estudantil. Anos depois, desistiu do curso e migrou para história e geografia, que concluiu no início dos anos 90. A militância no movimento estudantil foi agregada também ao Sindicato dos Bancários, o que pode ser considerado a sua primeira atividade política. Em 1989, foi eleito vereador de São José dos Campos, onde exerceu o cargo até 1998. No ano seguinte, atuou como deputado estadual por São Paulo até 2010. Como deputado federal, Carlinhos ocupou o posto entre 2011 e 2012, pois no ano seguinte foi eleito prefeito de São José dos Campos e cumpriu seu mandato por 4 anos. Atualmente trabalha na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo Tem 55 anos, é casado com Amélia Naomi, tem um enteado e um netinho, sua grande paixão.
Carlinhos Almeida, servidor público. Capa da Metrópole Magazine na edição nº 01, março de 2015

Jair Bolsonaro

Jair Messias Bolsonaro nasceu em Campinas, São Paulo, no dia 21 de março de 1955. Pai de Flávio (senador eleito pelo Estado do Rio de Janeiro), Carlos (vereador do Município do Rio de Janeiro), Eduardo (deputado federal eleito pelo Estado de São Paulo), Renan e Laura. O atual presidente do Brasil se casou três vezes – sua atual esposa é Michelle de Paula Firmo Reinaldo Bolsonaro com quem tem uma fi lha. Ingressou na Academia Militar das Agulhas Negras (Aman) em março de 1974 e se formou em 1977. No último ano do curso concluiu paraquedismo militar – na turma onde 250 começaram apenas 35 se formaram. Em 1978, entrou para o 21º Grupo de Artilharia de Campanha. Encerrou sua carreira militar na Diretoria de Formação e Aperfeiçoamento em 1988. Iniciou sua história na política como vereador da cidade do Rio de Janeiro em 1989. Em 1990, antes de terminar seu mandato na Câmara, foi eleito Deputado Federal pelo Estado do Rio de Janeiro. Bolsonaro cumpriu sete mandatos seguidos na Câmara dos Deputados – de 1990 à 2018. Na sua passagem pelo planalto participou das comissões de Relações Exteriores e Defesa nacional, Segurança Pública, Direitos Humanos, Constituição e Justiça e a Trabalho e Servidor Público. Foi lançado candidato a presidência em agosto de 2018 pelo Partido Social Liberal (PSL). No primeiro turno, que aconteceu no dia 7 de outubro de 2018, fi cou em primeiro lugar na disputa presidencial, indo para o segundo turno com o candidato Fernando Haddad do Partido dos Trabalhadores
(PT). Foi eleito Presidente da República em 28 de outubro, com 55,13% dos votos válidos.
Jair Bolsonaro, 38º presidente do Brasil, capitão reformado do Exército Brasileiro Capa da Metrópole Magazine nas edições nº36, fevereiro de 2018 e 45, novembro de 2018

Carlito Paes

Pastor Sênior da Igreja da Cidade e da Rede de Igrejas da Cidade, nova nomenclatura da Primeira Igreja Batista de São José dos Campos, com 17 igrejas. Sob sua liderança em duas décadas, a igreja cresceu de 620 membros para mais de 17.000 membros, e hoje conta com vários campi na cidade, tendo o campus sede Colina estabelecido em uma área de 205.000 metros Carlito é líder fu ndador da Rede Inspire de Igrejas, que reúne mais de 320 igrejas de várias denominações no Brasil, Europa e Estados Unidos. Idealizador do Colégio Inspire e da Rádio Cidade AM 1120, emissora que pertencia ao Grupo Band. Natural de Macaé (RJ), tem 49 anos, é Bacharel e Mestre em Teologia. Conferencista sobre liderança e autor de diversos livros – 22 publicados pela Editora Inspire, dentre eles “Homens Imparáveis”, “Encontros com Jesus” e o devocional “Bom dia Jesus!”, e 4 pela Editora Vida, dentre eles “Igrejas que Prevalecem”. O canal no Youtube da Igreja da Cidade já conta com mais de 30 mil inscritos e cerca de 2 milhões de visualizações. Suas pregações estão distribuídas em mais de mil conteúdos que totalizam cerca de 5 milhões de views. Casado com a pastora e psicóloga Leila Paes e pai de quatro fi lhos. Vive em São José dos Campos desde 1997.
Carlito Paes, pastor. Capa da revista Metrópole Magazine nº 02, Abril de 2015

Taís Araújo

Taís Araújo faz história na televisão brasileira. Aos 17 anos, se tornou a primeira atriz negra a protagonizar uma novela, com seu papel em “Xica da Silva”, de Adamo Rangel, pseudônimo de Walcyr Carrasco. Desde então, ganhou seu espaço na telinha dando vida a inúmeras personagens marcantes. Casada com o ator Lázaro Ramos, mãe de Maria Antônia e João Vicente, Taís Bianca Gama de Araújo Ramos, nasceu em 25 de novembro de 1978, na cidade do Rio de Janeiro. Filha de um economista e uma pedagoga, começou a atuar com 11 anos no teatro amador e participou de duas companhias teatrais cariocas durante a adolescência. Em 1995, foi indicada para os testes de elenco da novela Tocaia Grande, da extinta Rede Manchete, e acabou sendo aprovada para seu primeiro papel na TV. Há mais de 20 anos no casting da Rede Globo, participou de dezenas de produções como “Anjo Mau” (1997), “Meu Bem Querer” (1998), “Porto dos Milagres” (2001) e O Quinto dos Infernos (2002). Em 2004, Taís Araújo se tornou a primeira atriz negra a estrelar uma novela da Globo, com seu papel de Preta, em “Da Cor do Pecado”. Foi uma das Helenas de Manoel Carlos e a primeira protagonista negra de uma novela das ‘nove’ em “Viver a Vida” (2009). Além da TV, a atriz também trilhou sua carreira no cinema, participando de filmes como “Caminho dos Sonhos” (1998), “Garrincha – Estrela Solitária” (2004), As Filhas do Vento (2005), O Maior Amor do Mundo (2006) e A Guerra dos Rocha (2008). Graduada em jornalismo desde 2008, Taís Araújo foi apresentadora do programa Superbonita, do canal GNT. Atuando ativamente em questões sobre direitos humanos, entre elas a igualdade racial, a atriz foi vítima de ataques racistas na internet, em 2015. Em 2019 estará novamente nas novelas com a obra “Amor de Mãe”, de Manuela Dias.
Taís Araújo, atriz – Capa da Metrópole Magazine nº9, Novembro de 2015

Gabriel Medina

Bicampeão mundial de Surf é nascido em 22 de dezembro de 1993, em São Sebastião, Litoral Norte de São Paulo. É um dos maiores surfistas do mundo. O jovem, Gabriel Medina Pinto Ferreira, começou a carreira no esporte radical aos 9 anos. Com onze já conquistava seu primeiro campeonato em nível nacional. Em 2014 foi consagrado pela primeira vez à vitória e campeão mundial em Pipeline, Havaí. A história se repetiu quatro anos depois no mesmo local, subiu no pódio e foi nomeado como bicampeão mundial. A família Medina continua fazendo sucesso nas águas, não só com Gabriel, mas sua irmã, Sophia Medina de apenas 13 anos, também é uma das novas feras do esporte. Já conquistou o prémio de bicampeã do Grom Search (Um dos principais torneios para jovens atletas do esporte) no Rio de Janeiro e se classificou para o mundial. Em 2019, Gabriel sonha em ser pela terceira vez campeão do mundo e também coloca nos planos para o próximo ano disputar primeiro lugar nas Olimpíadas de surf de 2020, em Tóquio.
Gabriel Medina, bicampeão mundial de surf. Capa da Metrópole Magazine – nº3, maio de 2015.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here