Especial – 50 Edições da Metrópole Magazine

O primeiro exemplar da Metrópole Magazine foi publicado em março de 2015. Hoje, quatro anos e um mês após seu lançamento, a revista chega a sua 50º edição. Até aqui foram distribuídos cerca de 725 mil exemplares – sem contar a recém-nascida Meon Essencial que acompanha a revista desde setembro de 2018 e já teve 80 mil exemplares impressos. Com foco em conteúdo jornalístico e matérias de variados temas, é a única revista da RMVale. Auditada pela BDO – empresa com destaque em auditoria no mercado nacional e internacional – além de ser certificada pela Aner (Associação Nacional de Editores de Revista). Conserva um público de 60 mil leitores, chegando a 200 mil em sua plataforma digital e é distribuída nas 39 cidades. Regina Laranjeira Baumann, diretora executiva e fundadora do Grupo Meon de Comunicação, conta que a ideia inicial era fazer apenas uma edição para comemoração de um ano do Portal Meon. A partir de uma análise de mercado e o reconhecimento de uma oportunidade, foi decidido que a revista deveria ser lançada de maneira permanente.

“Nós faríamos uma revista comemorativa de um ano do portal, mas percebemos que os clientes brilharam o olhar ao pensar na revista. Neste momento eu entendi que o papel terá uma vida longa. A Metrópole Magazine é com certeza o carro chefe do Grupo Meon de Comunicação, representa uma parte significativa do faturamento”,

conta a Regina.

A diretora executiva explica que, com a revista, há a possibilidade e liberdade editorial para transmitir assuntos relevantes da RMVale. “A linha editorial do portal é focado no factual, nós trabalhamos com o que está acontecendo com o olhar também voltado para coisas boas. Na revista, não tendo o compromisso com o factual, nós temos mais liberdade editorial para transmitir o que a região produz de importante, bom e relevante”, explica.

O início
Gabriel Gaia, 24 anos, foi o primeiro designer da Metrópole Magazine. Ele conta que na elaboração do projeto, o desafio era criar a revista preservando a identidade moderna do Meon. “Foi um desafio, pois eram mídias diferentes que deveriam conversar entre si, de forma que, quem lesse a Metrópole Magazine, pudesse identificar que era parte do Grupo Meon, mas garantindo que a revista também tivesse identidade própria”, afirma Gaia.

O designer conta que a equipe trabalhou por cerca de dois meses para chegar ao conceito final. “Todo o processo de criação foi discutido em equipe, tendo o material final um pouco de cada membro, onde todas as ideias foram bem-vindas. Foi um trabalho árduo, resultado de muita discussão e empenho”, conta Gabriel.

O jornalista Moisés Rosa, 30 anos, foi um dos repórteres que participou da elaboração da Metrópole Magazine, inclusive ajudou a fazer a primeira matéria de capa. Moisés conta que já trabalhava no Meon e abraçou a revista quando foi lançada.

“Foi um projeto elaborado com muito carinho e muito empenho da equipe, que não media esforços para levar um material de qualidade e com reportagens mais aprofundadas”,

afirma o jornalista.

Um dos valores do Grupo Meon de Comunicação sempre foi se ficar atento às características e interesses do público. A Metrópole Magazine seguiu o mesmo aspecto e sempre procurou levantar discussões relevantes para a população da RMVale.

“O mais importante era o ‘feedback’ dos leitores, que desde o início acompanharam e sugeriram temas. A elaboração da revista só veio a reforçar ainda mais a marca e também a confiança dos leitores”, afirma Moisés.

O jornalista comenta ainda que houve um desafio a mais para a equipe que estava acostumada a trabalhar com a informação no meio digital.

“As linguagens utilizadas para a internet e para a mídia impressa são bem diferentes. Para a internet, as reportagens são mais factuais e exigem uma leitura mais ágil para o internauta, que busca a notícia de forma mais rápida. Já para o impresso, as reportagens exigem um aprofundamento sobre os assuntos, já que é um público que busca por reportagens mais bem apuradas” explica.

Thiago Fadini, 25 anos, também foi um dos repórteres a compor a equipe da primeira edição da Metrópole Magazine. Conta que o projeto da revista foi apresentado dois meses antes do lançamento. Nesta fase, a equipe começou a discutir as pautas.

“Depois disso, nós começamos a apuração das matérias em ‘modo hard’. […] Foi uma experiencia bem intensa e bem difícil, mas muito gratificante. Toda a equipe se desdobrou para manter a qualidade do portal e cumprir com as obrigações da revista, porque sabíamos que teria uma repercussão legal como teve”,

conta Fadini.

Primeira Capa
A edição número um trouxe o tema “Acelerando a Economia” como capa onde foi abordado o impacto da montadora chinesa Chery no mercado automotivo da RMVale após sua instalação na cidade de Jacareí.

Na época, a meta era que 30 mil carros fossem produzidos em um ano. Estavam previstas três mil vagas de emprego na planta da fábrica.

Em novembro de 2017, a empresa CAOA adquiriu 50% da Chery e nasceu a CAOA Chery. De acordo com a empresa, atualmente a capacidade de produção está em 150 mil veículos por ano e a montadora gera cerca de aproximadamente 40 mil empregos diretos e indiretos.

Crescer
Sem dúvidas, a Metrópole Magazine nasceu para levar informações relevantes para a população e contribuir, com conteúdo de qualidade, para o crescimento da RMVale. Um comentário é unanime entre os profissionais que passaram pela revista: cresci com a Metrópole Magazine.

“Foi um trabalho árduo, resultado
de muita discussão e empenho,
ainda mais para mim,
que dava os primeiros passos no
mundo da comunicação naquele
momento, o que tornou a experiência
um delicioso desafio que
me proporcionou muito aprendizado
e crescimento”,

afirmou Gabriel Gaia, primeiro designer da Metrópole Magazine.

“Foi uma experiência bem intensa, trabalhosa e difícil porque estávamos aprendendo como fazer e criar o nosso estilo. […] Foi a minha primeira experiência com revista e o que eu adquiri de conhecimento me deu base pra escrever onde trabalho hoje que é uma revista digital”, comenta o jornalista Thiago Fadini.

Para Regina Laranjeira Baumann, conta que, ao chegar à marca de 50 edições, o sentimento é claro: orgulho.

“É uma sensação de conseguir tornar real um projeto. Nós enfrentamos muitas dificuldades. Dificuldades da economia no país, não ter veículos similares na região, minhas dificuldades pessoais com a enfermidade do meu esposo e até mesmo dos profissionais que não estão habituados a trabalhar com esse tipo de produto”, comenta Regina. A diretora executiva afirma ainda que a receptividade do mercado foi tão positiva com a Metrópole Magazine e até mesmo com o lançamento da Meon Essencial, que outro projeto será lançado em breve.

“Estamos muito felizes e provavelmente lançaremos outro produto ainda neste primeiro semestre, porque é importante para o nosso grupo, mas é mais importante para o mercado. A receptividade de ambos os títulos já lançados nos faz acreditar que temos espaço pra lançar outros produtos relacionados à Metrópole Magazine”,

afirma Regina.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here