Capa

Em países como Itália e França, com tradição sorveteira, ele é considerado um alimento nutritivo

Sorvete,
arrebatadora paixão

“Gostaria de tomar mais sorvete e de viajar muito mais do que viajei”, respondeu o escritor Jorge Luis Borges quando perguntaram o que gostaria de fazer se lhe dessem uma segunda vida. Foi na China há 4 000 anos, quando uma sobremesa à base de leite e arroz foi congelada na neve que essa doce história começou. Rapidamente a delícia ganhou  prestígio e foi conquistando territórios, mas apenas entre a nobreza, que podia dispor de leite, mercadoria caríssima, e tinha como conservar a neve até o verão, valendo-se de câmaras frigoríficas subterrâneas. Em sua viagem à China, em 1271, o veneziano Marco Polo teria encontrado grande variedade de cremes congelados de frutas. As receitas vieram em sua bagagem, mas não saíram da Itália até meados do século XVI, quando um certo Buontalenti, cozinheiro de Catarina de Médici (1519-1589), introduziu a requintada sobremesa na corte francesa. Em 1670, o siciliano Francisco Procópio abriu em Paris um
café que vendia sorvetes – a primeira sorveteria da história. O sucesso foi tão grande que, seis anos depois, havia mais de 250 fabricantes de sorvete na capital francesa. Desde então o sorvete é a sobremesa que mais derrete o coração das pessoas ao redor do mundo, com toda a sua doçura e cremosidade.

No sorvete está o relaxamento puro e simples do prazer sem compromisso, sem cálculo. A base para a fabricação dessa delícia pode ser o leite ou a água, mas os sabores de picolés e sorvetes são infinitos. Segundo dados da Associação Brasileira das Indústrias e do Setor de Sorvetes (ABIS), em 2016, o  brasileiro consumiu mais de 1 bilhão de litros de sorvete. O mercado comemorou: todo o segmento faturou mais de 12 bilhões de reais. Como sazonalidade não funciona por aqui, algumas marcas apostam em lançamentos por temporadas. Amantes inveterados de doces, os brasileiros colocam o sorvete na categoria “sobremesa” – a explicação seria por causa da base láctea e da grande quantidade de açúcar. Em países como Itália e França, com tradição sorveteira, ele é considerado um alimento nutritivo. Dados da International Dairy Foods Association (IDFA) indicam que a indústria americana de sorvetes contribui com quase 40 bilhões de dólares para a economia. Com o consumo per capita chegando a quase 5 litros anos por brasileiro, este segmento já conta com 8 mil empresas, sendo que 92% se enquadram entre micro e pequenas, gerando 75 mil empregos diretos e 200 mil indiretos.

 

Veja abaixo algumas citações por ícones de nossa cultura e a receita do sorvete do conto clássico “O sorvete”, de Carlos Drummond de Andrade

Ver-te
só ver-te!
é sorver-te
como um sorvete

“Declaração de amor em vários sabores”, de Luiz Fernando Veríssimo

Em uma entrevista que fez com Hilda Hilst em 1987 para a revista “Leia livros”, Caio Fernando Abreu pergunta: “E a sua literatura, é a escuridão ou o sorvete?”. Ela responde:
“É o centro, a procura do centro”.

“Passou o guardanapo para o menino, que limpou impaciente as pontas dos dedos e logo desistiu da limpeza porque o suntuoso sorvete coroado de creme e pedaços de frutas cristalizadas já estava derretendo na taça.” Trecho do conto “O Menino e o Velho”, de Lygia Fagundes Telles

A Receita

O sorvete de abacaxi que protagoniza o conto “O Sorvete”, de Carlos Drummond de Andrade, está no livro “Contos de Aprendiz”, que reúne memórias da infância do escritor passada no interior de Minas Gerais no começo do século 20. A obra é de grande importância visto que o autor escreveu poucos contos durante sua carreira.

Ingredientes
▸ 1 abacaxi
▸ 1 lata de creme de leite
▸ 1 xícara de açúcar
▸ 1 xícara de água
▸ 5 ovos

Modo de preparo
Corte o abacaxi em cubinhos e o coloque numa panela junto com a xícara de açúcar e a xícara de água. Deixe cozinhar até o abacaxi virar um caldinho, quase como se tivesse derretido. Coloque-o no liquidificador e bata. Bata as claras até ficar no ponto de neve. Depois é só misturar o abacaxi com o creme de leite e por último as claras até ficar um creme homogêneo. Coloque no freezer para gelar.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here